leia

O que é gestão de talentos em Recursos Humanos?

Por Por Malu Ramos

A alta competitividade entre as empresas originou a necessidade de uma atuação mais estratégica de Recursos Humanos para contratar e reter bons profissionais. Neste post, vamos contar o que é gestão de talentos.

A gestão de talentos é o conjunto de atividades com o objetivo de contratar, treinar e reter profissionais talentosos. Os processos desenvolvidos para atingir essa meta passam, principalmente, pela criação de um ambiente com colaboradores engajados, motivados e que contribuem para o crescimento do negócio.

O grande diferencial das empresas que adotam a gestão de talentos é a ampliação da atuação dos gestores e líderes. As responsabilidades para o melhor desenvolvimento do ciclo de vida do funcionário deixam de estar concentradas no departamento de recursos humanos, e passam a ser compartilhadas no dia a dia dos colaboradores e com outras áreas.

A gestão de talentos também é uma atuação mais estratégica em recursos humanos. Enquanto o RH tradicional é voltado aos processos administrativos, como folha de pagamento, regulação trabalhista e benefícios, a gestão de talentos é focada em apoiar e desenvolver os funcionários.

Ou seja, os processos da gestão de talentos visam ao desenvolvimento profissional, avaliação das equipes, reconhecimento dos colaboradores e estabelecimento de mecanismos de ascensão na carreira.

Processos da gestão de talentos

Além de atrair e recrutar talentos, com procedimentos de seleção eficientes e em sintonia com a filosofia da empresa, o trabalho de treinamento e desenvolvimento dos profissionais contratados é outro processo importante da gestão de talentos.

Contudo, a retenção dos profissionais talentosos é um propósito fundamental desta área. Depois de contratar e investir no treinamento, você não vai querer que um colaborador valioso mude para o seu concorrente ou mesmo fique desmotivado, comprometendo o rendimento do seu negócio.

A retenção depende de vários fatores, como remuneração, pacote de benefícios e os desafios envolvidos na atividade desempenhada pelo colaborador. Para isso, a gestão de talentos também deve compreender um sistema de promoções e a criação de planos de carreira. Ninguém quer trabalhar e ficar na mesma posição a vida inteira.

Estes processos, em particular, pedem outros igualmente importantes: um mapeamento das competências dos funcionários e os sistemas de avaliação do desempenho deles. Neste campo, é recomendado oferecer opções e incentivos para o aprimoramento profissional — treinamentos adicionais ou cursos, dentro ou fora da empresa.

Por isso, os processos da gestão de talentos devem ser implementados de forma integrada.

Vantagens para o seu negócio

Diversos estudos comprovam que empresas que têm os melhores talentos profissionais em seus quadros conseguem obter melhores resultados em seus negócios. As organizações buscam cada vez mais medir e entender o ROI (retorno de investimento) no capital humano.

Um estudo do Hackett Group de 2017, por exemplo, demonstrou que empresas com melhor gestão de talentos faturaram 15% a mais que suas concorrentes.

Quer se especializar na área de gestão de talentos? Faça o curso de Gestão de Recursos Humanos na Faculdade Católica Imaculada Conceição do Recife.

 

Tags:

Tags: Gestão de Recursos Humanos

Receba os melhores conteúdos da FICR no seu e-mail!