leia

Conheça o mercado de trabalho para Gestão de Recursos Humanos

Por Por Camila Nogueira

O sucesso de uma empresa, qualquer que seja o segmento de atuação, pode ser medido a partir de um conjunto de fatores, destacando-se entre eles o capital e a infraestrutura disponíveis para produzir bens e serviços alinhados aos padrões de exigência do consumidor.

Tão importante quanto essas variáveis mencionadas, são os colaboradores que nela trabalham. É preciso que as pessoas estejam adequadamente motivadas e sintam-se valorizadas para que a organização atinja seus objetivos.

Dessa maneira, pode-se afirmar que, mesmo em tempos de crise, o mercado mantém-se aquecido para quem faz o curso de Gestão de RH em Recife. Afinal de contas, empresas não sobrevivem sem pessoas!

gestão de rh


Por que as perspectivas para o profissional de RH são favoráveis?

O Departamento de Recursos Humanos é essencial para empresas de todos os portes e segmentos: todas precisam deste tecnólogo! Muito mais do que contratar bons profissionais, o gestor de Recursos Humanos deve motivá-los para que eles se comprometam com as metas da empresa.

Assim, cabe ao egresso da faculdade de Recursos Humanos em Recife acompanhar toda a trajetória do colaborador enquanto o seu contrato estiver em vigência. Mais do que atrair talentos, seu desafio é retê-los e desenvolvê-los em seu máximo potencial.

Em tempos de recessão, a complexidade dessa missão aumenta, já que as empresas passam a buscar maneiras de potencializar o rendimento de suas equipes: em um provável corte de custos, os que ficarem devem se destacar por sua versatilidade. Alcançar esse objetivo, torna-se, mais do que nunca, uma questão de sobrevivência, especialmente para as micro e pequenas empresas.

Cabe ao gestor de RH, portanto, a tarefa de aperfeiçoar seus processos de seleção, que, aliás, estão cada vez mais longos: as empresas querem escolher melhor.


Que funções um profissional de RH pode exercer?

Muito além de Recrutamento e Seleção, são várias as funções em que um profissional de RH pode se especializar, com destaque, por exemplo, para o setor de Remuneração e Benefícios, que tem a responsabilidade de fazer uma análise dos padrões adotados pelo mercado, para garantir que as práticas
internas sejam compatíveis.

Esse tecnólogo também elabora programas de Treinamento e Desenvolvimento, oferecendo oportunidades concretas para que eles aprimorem suas habilidades e adquiram novos conhecimentos. É comum levar em conta um diagnóstico com as potencialidades e deficiências de cada um.

No Departamento Pessoal, ele cuida de aspectos burocráticos, como a organização da folha de pagamento. Embora a especialização seja valorizada, é importante ressaltar que o profissional generalista, aquele que entende um pouco de todos esses processos, tem sido cada vez mais valorizado.

Por que o aspecto financeiro é bastante atraente?

Por fim, destaca-se que existem vários cargos relacionados ao setor de Recursos Humanos, cujos salários são correspondentes ao nível hierárquico, como revela o Guia Salarial 2018, elaborado pela consultoria Robert Half, que também aponta os setores de bens de consumo e farmacêutico como alguns dos principais contratantes.

De acordo com esse documento, um profissional generalista começa a carreira na função de analista. Se conseguir oportunidade em uma grande empresa, seu contracheque pode variar entre R$ 6 mil e R$ 9,1 mil reais. No topo da hierarquia, um diretor financeiro ganha até R$ 52 mil, conforme o mesmo estudo.

Concorda que a atuação na área de Recursos Humanos pode ser bastante atraente? Descubra porque nós estamos entre as melhores faculdades de Recife: baixe nosso e-book agora mesmo!

Baixe o e-book aqui!

Leia também: Aplicativos para Gestão de Recursos Humanos

Tags:

Tags: recursos humanos

Receba os melhores conteúdos da FICR no seu e-mail!